MTTR: como calcular o tempo médio para reparo

O MTTR é o parâmetro que mede o tempo médio necessário para reparar um sistema defeituoso. Saiba como é calculado.

As paragens de equipamentos mecânicos, tecnológicos ou eletrônicos podem ter consequências significativas dentro de uma empresa: desde a redução da produtividade ao aumento dos custos, passando pelo descumprimento de prazos e pagamentos em atraso.

É por isso que é importante para uma organização quantificar e rastrear métricas relacionadas ao tempo de atividade e inatividade do sistema e com que rapidez e eficiência as equipes de manutenção resolvem problemas.

Neste artigo trataremos do MTTR, parâmetro utilizado para avaliar o tempo médio necessário para reparar um bem. Juntamente com o tempo médio entre falhas (MTBF) e o tempo medio até a falha (MTTF), o MTTR representa uma das métricas mais utilizadas no setor de manutenção.

Para calcular e acompanhar todos esses parâmetros da forma mais simples e eficaz possível, pode contar com um software de Facility Management, o sistema que permite monitorar a operação e o desempenho de seus ativos e ajudar a documentar, gerenciar e resolver quaisquer problemas de manutenção.

O que é MTTR?

O MTTR  (Mean Time To Repair) corresponde ao português tempo médio para reparo é uma métrica de avaliação usada no Facility Management para medir a capacidade de manutenção de sistemas reparáveis. É usado para quantificar o tempo médio necessário para reparar, solucionar problemas e restaurar a funcionalidade do equipamento com falha.

A métrica MTTR reflete a capacidade e a velocidade com que uma organização pode responder a incidentes. Este parâmetro, na verdade, mede o período entre a detecção de uma falha e o momento em que o sistema se torna totalmente operacional novamente.

Para o cálculo, os tempos necessários são:

  • diagnosticar problemas;
  • realizar atividades de reparo;
  • montar, alinhar e calibrar o ativo;
  • configurar, testar e reiniciar o sistema para produção.

O MTTR não leva em consideração os prazos de entrega de peças de reposição, e é utilizado para avaliar a eficiência das manutenções não programadas, ou seja, todas aquelas operações voltadas para a solução de problemas não previstos.

A imagem ilustra um exemplo de tempo médio para reparos tecnicos no trabalho -MTTR

Tempo médio para reparos técnicos no trabalho

O que significa MTTR e como é usado?

MTTR significa o tempo médio para reparar uma falha. Essa métrica ajuda a identificar ineficiências nos processos de gerenciamento e manutenção de ativos e é usada por organizações e Facility Manager para:

  • entender por que os reparos estão demorando mais do que o esperado;
  • desenvolver estratégias para reduzir o tempo de inatividade não planejado;
  • tomar decisões mais informadas (relacionadas, por exemplo, à conveniência de reparar ou substituir um bem obsoleto);
  • melhorar os programas de manutenção preventiva, para garantir que todas as atividades sejam tão eficazes e eficientes quanto possível;
  • informar o processo de compra e projeto, prevendo os custos do ciclo de vida de novos sistemas;
  • otimizar o gerenciamento de estoque de manutenção, reparo e operações (MRO), que inclui todos os recursos necessários para manter e reparar ativos.

Como fazer esse cálculo?

O MTTR é calculado dividindo-se o tempo total de manutenção não planejada gasto em um ativo em um determinado período, pelo número total de reparos realizados no mesmo período de tempo, conforme fórmula abaixo:

MTTR =

Tempo total de manutenção não planejada


Nº total de reparações

Embora alguns reparos possam levar minutos ou dias para serem concluídos, dependendo da gravidade da falha, o tempo médio de reparo geralmente é medido em horas. Se considerarmos, por exemplo, um sistema que sofre oito falhas ao longo de um ano, e gastamos um total de 60 horas para realizar os reparos necessários, o MTTR será igual a:

MTTF =

60


8

= 7,5 horas

De acordo com uma regra geral generalizada, o tempo médio de reparo deve ser inferior a cinco horas. Na realidade, é quase impossível comparar este parâmetro com um determinado valor em diferentes condições de operação devido ao grande número de variáveis. O cálculo MTTR de facto, é influenciado por vários fatores, nomeadamente o tipo de recurso analisado, a sua idade, criticidades, formação da equipe de manutenção, etc.

Qual é a diferença entre o tempo médio de reparo e o tempo médio de recuperação

O acrônimo MTTR também pode indicar um outro parâmetro nomeado tempo médio de recuperação, usado predominantemente em ambientes digitalizados para determinar o tempo médio que um dispositivo de computação (como um sistema em nuvem) levará para se recuperar de uma falha total ou parcial.

O tempo médio de recuperação é muito semelhante ao tempo médio de reparação mas difere deste porque é calculado a partir do instante exato em que ocorre a avaria e corresponde consequentemente ao período de parada do sistema.

Ao contrário do que poderíamos pensar, o tempo médio necessário para realizar um reparo nem sempre equivale ao tempo de inatividade do bem. Em alguns casos, os reparos começam imediatamente após a ocorrência da falha, outras vezes ao contrário, é necessário algum tempo antes de começar a resolver o problema (por exemplo, para avisar e mobilizar os técnicos), portanto, pode haver um intervalo de tempo entre o momento em que a falha ocorre, o momento em que o problema é realmente detectado e o início dos trabalhos de reparo propriamente ditos.

A imagem ilustra a diferença entre tempo médio para reparos tecnicos e tempo médio para reparação -MTTR

Tempo médio para reparos tecnicos X tempo médio para reparação

Como reduzir o MTTR e melhorar a produtividade dos ativos

A métrica MTTR mede o tempo médio necessário para solucionar problemas e reparar equipamentos, portanto, quanto menor o seu valor, maior a capacidade de uma empresa lidar com problemas inesperados o mais rápido possível.

Entre as estratégias que contribuem para reduzir o valor do MTTR encontramos, por exemplo:

  • o uso de tecnologia, na forma de sensores sem fio e sistemas de alarme que permitem encurtar o tempo necessário para identificar uma falha;
  • a educação e treinamento de pessoal, para aumentar as habilidades e aumentar a capacidade de entender e diagnosticar problemas no menor tempo possível;
  • o desenvolvimento de procedimentos padronizados e planos de ação, que simplificam processos e definem com precisão os métodos de intervenção e os sujeitos envolvidos;
  • o uso de sistemas de rastreamento, como o software CMMS (Computerized Maintenance Management System), que ajudam a monitorar o andamento dos reparos e permitem analisar o desempenho dos ativos em tempo real.

Qual software escolher para monitorar o MTTR e outras métricas de gerenciamento de instalações, como MTBF e MTTF

É necessário um software para monitorar as métricas de manutenção CMMS com o qual coletar informações valiosas sobre os aspectos que contribuem para o cálculo de métricas como MTTR, MTBF e MTTF. Este software tem um papel essencial em todo o processo de manutenção de um ativo e auxilia na rápida resolução de problemas e redução de paradas.

Os modernos sistemas de gestão e manutenção de recursos oferecem, de fato, a possibilidade de:

  • obter um fluxo contínuo de dados em tempo real sobre o desempenho dos ativos;
  • notificar prontamente os técnicos quando ocorrerem avarias ou eventos inesperados;
  • melhorar a comunicação entre os sujeitos envolvidos;
  • simplificar a criação de ordens de serviço;
  • automatizar processos de gerenciamento e resolução de problemas;
  • produzir relatórios mostrando o resultado das várias operações;
  • planejar ações de manutenção preventiva.

O uso de um sistema CMMS representa, portanto, a solução ideal para todas as empresas e profissionais que desejam melhorar a eficiência e reduzir o tempo de resposta a problemas mais ou menos complexos que ocorrem no âmbito da manutenção.

Se você acredita que é muito complicado ou cansativo coletar dados consistentes e completos para o cálculo do MTTR, você também pode contar com o potencial de um software de Facility Management, a única ferramenta que lhe proporciona informação sempre atualizada e confiável sobre o funcionamento dos seus ativos, e permite ter o controle total sobre qualquer aspecto relacionado com a manutenção.

 

usbim-maint
usbim-maint