Home » BIM e facility management » Serviços pesados em gerenciamento de instalações: como os serviços técnicos auxiliam na gestão de edifícios

Serviços Pesados em Gerenciamento de Instalações

Serviços pesados em gerenciamento de instalações: como os serviços técnicos auxiliam na gestão de edifícios

Descubra como os serviços pesados (hard services) no gerenciamento de instalações contribuem para o sucesso das empresas, melhorando a produtividade e reduzindo os custos operacionais


Você trabalha na área da construção e infraestrutura? Então, você certamente sabe o quanto a eficiência e a segurança são cruciais na gestão de seus projetos. Em um setor em constante evolução, a habilidade de sincronizar a operação de instalações complexas e a manutenção de estruturas é fundamental. É aí que entram os “hard services no gerenciamento de instalações”.

Neste artigo, exploraremos como os serviços pesados, conhecidos como “hard services”, estão revolucionando a forma como enfrentamos os desafios relacionados à manutenção e funcionalidade de edifícios. Não importa se você está supervisionando o projeto de uma estrutura comercial, um complexo industrial ou uma infraestrutura pública de importância crítica, você entenderá o quanto é crucial ter controle total sobre a manutenção. Mas como gerenciar um projeto complexo sem cometer erros e sem esquecer nada? Certamente, usar um software de gerenciamento de instalações pode ser de grande ajuda. Leia o artigo e saiba mais!

Introdução

No contexto do gerenciamento de instalações, os “hard services” referem-se a todas as atividades e serviços relacionados à gestão, manutenção e operação dos aspectos físicos e técnicos de um edifício ou infraestrutura. Esses serviços concentram-se nos elementos tangíveis do ambiente construído e incluem uma ampla gama de atividades relacionadas à infraestrutura física e instalações técnicas.

O que é gerenciamento de instalações?

O gerenciamento de instalações é a disciplina que cuida da gestão e manutenção de edifícios e estruturas, com o objetivo de garantir um funcionamento ideal. Para saber mais, leia: O que é gerenciamento de instalações?

Funções de gerenciamento de instalações

Mas qual é o papel dos serviços pesados, ou “hard services”, nisso tudo? Vamos descobrir!

Por que os serviços técnicos são cruciais no gerenciamento de instalações

Os serviços técnicos não são apenas uma parte do gerenciamento de instalações; eles são o coração pulsante, pois garantem a segurança, eficiência e funcionalidade de qualquer ambiente de trabalho. Os serviços técnicos são os elementos mais suscetíveis a falhas em um edifício e requerem manutenção periódica obrigatória para funcionar corretamente. Portanto, sua gestão é a atividade principal do gerenciamento de instalações. Certamente, o uso de um software de gerenciamento de instalações pode ser de grande apoio para planejar intervenções de manutenção, gerenciar os hard services e ter uma visão completa e dinamicamente atualizada de todos os ativos.

Tipos de hard services

Alguns exemplos comuns de hard services incluem:

  • manutenção de instalações: inclui a gestão e manutenção de instalações e sistemas técnicos, como instalação elétrica, sistema de climatização, sistemas de aquecimento e refrigeração, sistema hidráulico e de esgoto, sistemas de combate a incêndio, etc.
  • Gerenciamento de instalações mecânicas e elétricas: esses serviços abrangem a manutenção e reparação de equipamentos e sistemas mecânicos e elétricos, como geradores de energia, elevadores, sistemas de controle de acesso, sistemas de segurança, etc.
  • Gerenciamento de infraestrutura de construção: inclui a manutenção dos elementos estruturais do edifício, como paredes, pisos, telhados, janelas e portas. A manutenção e reparação desses elementos são essenciais para garantir a segurança e a integridade do edifício ao longo do tempo.
  • Serviços de limpeza e higiene: embora possam ser considerados tanto “Hard Services” quanto “Soft Services”, a limpeza e a higiene dos espaços físicos são frequentemente gerenciadas como parte dos “Hard Services”, pois envolvem equipamentos e produtos específicos para limpeza e manutenção de ambientes.
  • Gerenciamento de instalações de comunicação e tecnologia: inclui a manutenção de sistemas de comunicação, redes de dados, servidores, sistemas de telecomunicações, sistemas de áudio e vídeo, etc.

Esses são apenas alguns exemplos dos muitos tipos de serviços pesados que fazem parte do gerenciamento de instalações. Cada um desempenha um papel vital na garantia de que as instalações funcionem sem problemas e estejam em conformidade com as regulamentações e padrões relevantes.

Serviços pesados em Edifícios

Os “serviços pesados” em um edifício, frequentemente referidos como “Serviços pesados” ou “Serviços de Gerenciamento de Instalações Técnicas”, referem-se a uma série de atividades e sistemas relacionados com a infraestrutura técnica e as instalações de um edifício. Estes serviços são essenciais para garantir o funcionamento adequado, a segurança, a eficiência energética e o conforto dos espaços construídos.
Alguns exemplos comuns de serviços pesados incluem:

    • instalações elétricas: isso inclui a instalação, manutenção e reparação dos sistemas elétricos do edifício, incluindo cabeamento, iluminação, tomadas elétricas, quadros elétricos e sistemas de backup.
    • Instalações hidráulicas: esses serviços dizem respeito à distribuição de água, sistema hidráulico, drenagem e tratamento de águas residuais, garantindo um fluxo de água confiável e uma gestão eficiente das águas residuais.
    • Aquecimento, ventilação e ar condicionado (AVAC): esses serviços concentram-se no controlo da temperatura, humidade e qualidade do ar dentro do edifício. Isso inclui a manutenção e gestão dos sistemas de aquecimento, arrefecimento e ventilação.
    • Sistemas de segurança: estes incluem a instalação e manutenção de sistemas de segurança, como sistemas de alarme de incêndio, sistemas de deteção de fumo, sistemas de vigilância por vídeo CCTV, controlos de acesso e segurança.
    • Sistemas de comunicação e redes: estes serviços relacionam-se com a instalação e gestão de redes de comunicação, conectividade à Internet, sistemas telefónicos, sistemas de videoconferência e outros dispositivos de comunicação.
    • Gestão de energia: isto inclui a monitorização e gestão do consumo de energia do edifício para melhorar a eficiência energética e reduzir os custos operacionais.
    • Manutenção geral: isto abrange uma ampla gama de atividades de manutenção e reparação, como gestão de pequenos reparos, substituição de componentes defeituosos e manutenção preventiva das instalações.
    • Gestão de resíduos: estes serviços envolvem a recolha, eliminação e reciclagem adequadas dos resíduos gerados pelo edifício.
    • Gestão de automação: esta categoria aborda a automação de processos e sistemas no edifício, como sistemas de controlo de acesso, sistemas de gestão de iluminação automatizada e outros.

Em resumo, os serviços pesados englobam uma vasta gama de atividades que são essenciais para manter um edifício funcional, seguro e confortável. A sua gestão adequada contribui para o bem-estar dos ocupantes e para a otimização das operações do edifício.

Exemplos Específicos de Intervenções de Manutenção

A manutenção pode ser realizada de várias maneiras e pode variar dependendo da estratégia escolhida para o seu caso. Pensando em categorias gerais, poderíamos dizer que é possível escolher entre uma abordagem preventiva, se optar por intervir sistematicamente para prevenir falhas ou mau funcionamento; ou corretiva, se optar por intervir apenas após a ocorrência de uma falha.

Manutenção Preventiva

A manutenção preventiva é uma estratégia de gestão de instalações no campo do facility management que visa reduzir falhas e prolongar a vida útil das instalações, equipamentos e elementos estruturais presentes em um edifício ou complexo de edifícios. Esta abordagem envolve a implementação de atividades programadas e regulares, destinadas à inspeção, manutenção e correção atempada de potenciais problemas, a fim de evitar que se desenvolvam em falhas mais graves, dispendiosas e disruptivas.
Por exemplo, a limpeza periódica dos filtros de ar ou a lubrificação de peças mecânicas previnem o surgimento de problemas e prolongam a vida útil das máquinas. Para saber mais, leia: O que é a manutenção preventiva?

Manutenção Corretiva

A manutenção corretiva é uma abordagem no campo do facility management que se concentra na resolução de falhas e problemas súbitos que ocorrem nas instalações, equipamentos ou estruturas dentro de um edifício ou complexo de edifícios. Ao contrário da manutenção preventiva, que visa prevenir falhas, a manutenção corretiva intervém após a ocorrência de uma falha, com o objetivo de restaurar rapidamente a funcionalidade e operacionalidade dos ativos afetados.
Para saber mais, leia: Manutenção corretiva: o que é e como gerenciá-la.

software de gerenciamento de instalações

Ferramentas e Tecnologias para Apoiar os Processos de Facility Management

Atualmente, a gestão e manutenção de edifícios seria impensável sem o uso de software específico de Facility Management. Existem ferramentas projetadas para atender a todas as necessidades, tais como:

  • software de gestão de tarefas: plataformas para o planejamento, alocação e monitoramento de tarefas de manutenção e gestão de espaços.
  • Sistemas de monitoramento remoto: sensores e dispositivos IoT para monitorar em tempo real as condições das instalações e detetar anomalias.
  • Sistemas de gestão de incidentes: plataformas para relatar, monitorar e resolver incidentes e pedidos de manutenção.
  • Software de planejamento de recursos: ferramentas para otimizar a alocação de recursos, incluindo pessoal, equipamentos e materiais.
  • Software de gestão de estoque: sistemas para rastrear o inventário de materiais e componentes necessários para manutenção e operações.
  • Sistemas de controle de acesso: tecnologias para gerir o acesso às diferentes áreas do edifício através de cartões, chaves e dispositivos de autenticação.
  • Software de reserva de recursos: plataformas para a reserva e gestão de salas de reunião, equipamentos partilhados e outros espaços.
  • Tecnologias de automação: sistemas para automatizar processos como iluminação, aquecimento e ventilação para otimizar a eficiência energética.
  • Software de monitoramento de energia: ferramentas para monitorar e analisar o consumo de energia do edifício para identificar oportunidades de economia.
  • Sistemas de gestão de documentos: plataformas para organizar e arquivar documentos relacionados com manutenção, especificações técnicas e operações.
  • Tecnologias de realidade aumentada (AR) e virtual (VR): usadas para inspeções virtuais, treinamento de pessoal e simulações de intervenções.
  • Software de análise de dados: ferramentas para extrair informações úteis dos dados coletados, permitindo tomadas de decisão baseadas em dados.
  • Sistemas de navegação interna: tecnologias que guiam as pessoas por grandes edifícios ou campi usando mapas interativos e direções.
  • Aplicativos móveis para gestão: aplicativos para smartphones e tablets que permitem a gestão e monitoramento das atividades de Facility Management em movimento.

Essas ferramentas e tecnologias são essenciais para melhorar a eficiência, precisão e segurança das operações de Facility Management.

Como o Software Auxilia na Gestão Eficaz

O software é fundamental para melhorar a eficácia e eficiência na gestão, incluindo a gestão de serviços e operações dentro do setor de Facility Management. Eis como o software contribui para uma gestão mais eficaz:

  • automatização de processos: o software permite a automatização de numerosos processos, reduzindo a dependência de atividades manuais repetitivas. Isso economiza tempo e recursos, melhorando a produtividade geral.
  • Monitoramento e relatórios: o software permite o monitoramento em tempo real de atividades e desempenho, fornecendo dados e relatórios precisos. Essas ferramentas ajudam a identificar problemas oportunamente e tomar decisões informadas.
  • Planejamento e alocação de tarefas: o software de Facility Management auxilia no planejamento e alocação de tarefas, garantindo que os recursos sejam alocados de forma otimizada e que os prazos sejam cumpridos.
  • Gestão de estoque: o software pode controlar o inventário e os estoques necessários para atividades de manutenção, evitando desperdícios e garantindo que os materiais estejam disponíveis quando necessário.
  • Gestão de solicitações: o software de gestão de solicitações permite que os utilizadores relatem problemas ou solicitações de manutenção de forma eficiente, facilitando a comunicação entre a equipa e os utilizadores.
  • Análise de dados: o software recolhe dados de várias fontes, permitindo análises detalhadas sobre desempenho, utilização de recursos e tendências ao longo do tempo. Essas informações ajudam a tomar decisões informadas para melhoria contínua.
  • Gestão de energia: o software de gestão energética monitora o consumo de energia do edifício e identifica áreas potenciais de economia de energia, contribuindo para a sustentabilidade ambiental e redução de custos.
  • Integração de operações: o software pode integrar várias funções, como gestão de tarefas de manutenção, planejamento de recursos, gestão de estoque e faturação, simplificando a gestão global.
  • Acesso móvel: muitas soluções de software oferecem aplicativos móveis que permitem que a equipa aceda às informações e realize tarefas diretamente no terreno, melhorando a responsividade e eficácia das operações.
  • Colaboração: o software permite a colaboração entre equipas e departamentos diferentes, facilitando a troca de informações e garantindo que todos estejam alinhados com os objetivos e tarefas.

Em última análise, o uso de software no âmbito do Facility Management contribui para otimizar as operações, melhorar a eficácia da organização e fornecer um ambiente mais eficiente e seguro para os ocupantes dos edifícios.

Redução de Custos Operacionais

A manutenção planeada e o monitoramento podem traduzir-se em enormes economias a longo prazo.

A Importância da Confiabilidade e Competência

Seleção de Prestadores de Serviços

É fundamental selecionar fornecedores com experiência comprovada e confiabilidade no campo dos serviços pesados.

software de gerenciamento de instalações

O Papel dos serviços pesados no Sucesso Empresarial

Sem serviços pesados eficientes, até a estratégia empresarial mais sólida pode desmoronar.
Os “serviços pesados” são um componente crucial no sucesso empresarial, uma vez que representam o conjunto de atividades e recursos físicos que contribuem para a criação de um ambiente de trabalho seguro, funcional e eficiente. Estes serviços são frequentemente tangíveis e estruturais, influenciando diretamente a produtividade, a segurança e a imagem da empresa. O seu papel é multidimensional e abrange diversos aspetos-chave:

  • infraestrutura e ambiente de trabalho: os serviços pesados incluem elementos essenciais como a manutenção de edifícios, gestão de instalações, iluminação, aquecimento e refrigeração. Um ambiente de trabalho confortável, seguro e bem iluminado é fundamental para o bem-estar dos funcionários, influenciando a sua produtividade e satisfação geral.
  • Segurança: a segurança das instalações e equipamentos é de primordial importância para o sucesso empresarial. Os serviços pesados garantem que as normas de segurança sejam cumpridas, que os sistemas de alarme de incêndio estejam a funcionar e que existam procedimentos para gerir situações de emergência.
  • Manutenção preventiva e corretiva: a manutenção regular de instalações e estruturas evita avarias súbitas e interrupções dispendiosas das operações comerciais. Os serviços pesados são responsáveis pelo planeamento e execução de atividades de manutenção preventiva e, se necessário, por intervenções rápidas corretivas.
  • Gestão de recursos energéticos: a gestão eficiente da energia é um fator importante no controlo dos custos operacionais e no impacto ambiental. Os serviços pesados trabalham para otimizar o uso de energia, reduzindo o desperdício e implementando soluções para melhorar a eficiência energética.
  • Gestão de instalações e locais de trabalho: a organização dos espaços de trabalho, o layout de escritórios e o fornecimento de equipamentos adequados são todos componentes dos serviços pesados. Estes aspetos influenciam a eficiência das operações e contribuem para o conforto dos funcionários.
  • Gestão de tecnologia: numa era de crescente digitalização, os serviços pesados incluem também a gestão de infraestruturas tecnológicas, como acesso à rede, conectividade e segurança cibernética. Estes elementos são essenciais para o bom funcionamento das operações empresariais.
  • Conformidade regulamentar: os serviços pesados devem garantir que as instalações e atividades comerciais cumpram as normas e regulamentos relevantes. Esta conformidade é essencial para evitar sanções legais e proteger a reputação empresarial.
  • Imagem e reputação empresarial: a aparência e funcionalidade das instalações empresariais influenciam a imagem e a perceção da empresa pelos funcionários, clientes e visitantes. Um ambiente bem mantido e funcional pode contribuir positivamente para a reputação empresarial.

Casos de Estudo: Sucessos e Fracassos

Os casos de estudo demonstram que a gestão eficaz dos serviços pesados é crucial para o sucesso e segurança de edifícios e instalações. A manutenção regular, a supervisão tecnológica e a adoção de abordagens preditivas podem prevenir avarias e problemas, melhorando a eficiência, segurança e durabilidade das instalações. Por outro lado, a negligência ou gestão insuficiente dos serviços pesados pode levar a situações críticas, com consequências financeiras e de segurança. Aqui estão alguns exemplos que podem ocorrer na vida das nossas empresas ou instalações residenciais.

Exemplos de Sucesso:

  • Uma empresa de manufatura que implementa um programa de gestão de serviços pesados e concentra-se na otimização energética, usando tecnologias de monitoramento remoto, pode identificar e resolver ineficiências nos sistemas de aquecimento, refrigeração e iluminação. Isso resulta em economias significativas de energia e redução substancial dos custos operacionais;
  • Um centro de saúde que adota a abordagem da manutenção preditiva para os seus serviços pesados, através da análise de dados recolhidos por sensores instalados em equipamentos, pode prever potenciais avarias antes de acontecerem efetivamente. Isso reduz drasticamente o tempo de inatividade e melhora a continuidade operacional.

Exemplos de Fracasso:

  • Num grande edifício comercial, a falta de manutenção do sistema de combate a incêndios leva a avarias nos sistemas de deteção e alarme em momentos críticos. Isso atrasa a resposta a incêndios e compromete a segurança dos ocupantes;
  • Num complexo residencial, a falta de identificação e correção de defeitos estruturais durante a fase de manutenção preventiva resulta em problemas mais graves ao longo do tempo. Esses defeitos pioram até causar danos significativos ao edifício e reparos dispendiosos.

Num mundo em constante evolução, a adoção de ferramentas tecnológicas avançadas e a atenção aos detalhes técnicos são a chave para uma gestão bem-sucedida. Continuar a explorar e adotar as melhores práticas no campo dos “Serviços pesados no Facility Management” levará a uma maior sustentabilidade, segurança e competitividade para edifícios e instalações.

 

usbim-maint
usbim-maint