9D-BIM

Lean Construction: conheça o BIM 9D

O que é a Lean Construction e por que é importante para otimizar todas as atividades de realização e gerenciamento da obra

Neste artigo, vamos descobrir a Lean Construction e como gerenciar o processo de realização de uma obra de forma enxuta, com o auxílio de uma solução gratuita e simples de usar.

Cabe lembrar que, quando falamos de dimensões do BIM, convencionalmente nos referimos aos aspectos que entram em jogo na digitalização da construção.

A imagem ilustra os principios do BIM 9D (Lean Construction)

O que é o BIM 9D

BIM 9D: o que é a Lean Construction?

O BIM 9D, conhecido como Lean Construction (construção enxuta), é a dimensão do BIM que otimiza e agiliza todas as etapas necessárias à realização de uma obra, através da digitalização de seus processos.

A falta de planejamento em um canteiro de obras pode, de fato, levar a atrasos na entrega da obra e aumentar o valor inicialmente orçado. O BIM 9D é o método concebido para eliminar desperdícios, minimizar os resíduos produzidos no canteiro, otimizar todos os recursos envolvidos no processo de execução de uma obra e aumentar a produtividade.

Todos esses aspectos contribuem para a criação de um produto final sustentável.

Lean Construction: os princípios fundamentais

Os princípios fundamentais da construção enxuta são:

  • otimizar, reduzir ou eliminar atividades que não agregam valor ao processo – Para obter uma melhoria no processo, uma atenção especial é dada a todos os aspectos da cadeia (da produção ao transporte dos materiais para o canteiro de obras). Nesse sentido, analisa-se a inteira cadeia produtiva, identificam-se processos inúteis ou repetitivos e avaliam-se estratégias para simplificá-los ou substituí-los. Por exemplo, é planejado um uso otimizado e perfeitamente calibrado das máquinas em relação às quantidades a serem transportadas. Daí, prefere-se utilizar caminhões de maior tamanho para o transporte de materiais, reduzindo o número de viagens necessárias.
  • Considerar as necessidades do cliente – Antes de iniciar qualquer projeto, é necessário levantar as necessidades do cliente por meio de pesquisas de mercado e inquéritos sobre o grau de satisfação em relação aos projetos já entregues. Atividades que não agregam valor ao processo não interessam ao cliente, o qual, consequentemente, não está disposto a pagar por elas. Por outro lado, ao focar nas necessidades do cliente, é mais provável que todas as operações ocorram sem problemas.
  • Padronizar processos – A construção é um dos setores com maior índice de imprevistos: cada obra é única e únicas são as condições que entram em jogo no canteiro (tempos de construção, mão de obra, condições dos sítios, disponibilidade de equipamentos e materiais, etc.). Para minimizar a diversificação dos canteiros de obras, devem ser adotados processos construtivos padronizados, que reduzem a possibilidade de problemas e aprimoram a capacidade de gerenciamento de imprevistos. A redução dessas variáveis permite à construtora manter um padrão pré-definido e garantir um processo mais fluido e seguro.
  • Otimizar os tempos – A variável Tempo é influenciada pelas atividades de transporte, espera, processamento, inspeção, etc. Otimizar todas essas atividades significa acelerar os tempos de entrega da obra ao cliente.
  • Aumentar a transparência do processo – Este princípio contribui para uma maior participação de todos os profissionais envolvidos, de forma ativa e mais consciente, no desenvolvimento de soluções de melhoria.

Construção tradicional e construção enxuta

O processo de realização de uma obra pode seguir dois métodos de construção diferentes: tradicional e enxuto.

No método enxuto, as atividades são divididas em:

  • atividades que agregam valor à obra;
  • atividades que não agregam valor à obra.

O conceito de valor está diretamente ligado ao grau de satisfação do cliente: se o cliente não está disposto a pagar por uma determinada atividade, esta deve ser classificada entre as atividades que não agregam valor ao produto final.

De acordo com tal critério, o pensamento Lean visa eliminar o máximo de desperdícios possíveis já na fase de gerenciamento de projetos.

Já no método tradicional, as atividades são divididas em subprocessos e o conceito de valor não está vinculado ao grau de satisfação do cliente. Além disso, não tem gerenciamento cuidadoso dos resíduos, nem planejamento das atividades na fase preliminar.

Software BIM 9D

Você precisa de uma ferramenta para gerenciar as atividades de projeto, execução e manutenção de uma obra? Use gratuitamente o usBIM, o sistema de gestão BIM para digitalizar edifícios e infraestruturas de forma fácil, segura e compartilhada.

Com o usBIM, você aproveita muitos aplicativos gratuitos para:

  • colaborar em tempo real com seus colegas;
  • compartilhar e gerenciar projetos de construção e infraestruturas, inclusive de grande porte;
  • trabalhar online de qualquer dispositivo (pc, tablet, smartphone) e lugar.

Os recursos do usBIM

As dimensões do BIM

O termo “dimensões do BIM” se refere a todos os aspectos e informações que entram em jogo no processo de digitalização de uma construção.

Quando falamos de representação gráfica do edifício, geralmente utilizamos os termos 2D (representação bidimensional do modelo por meio de plantas, elevações e cortes) e 3D (representação do modelo no espaço). 2D e 3D são precisamente “dimensões” que caracterizam a geometria de um modelo.

Também existem mais dimensões do BIM (4D, 5D, 6D, etc.), que comunicam outras características do modelo.

O BIM é, na verdade, mais do que a simples modelagem tridimensional em 3D, pois envolve muitas outras dimensões que agregam informações úteis à obra a ser construída ou gerenciada.

Aqui estão as dimensões do BIM:

  • 3D — Modelo tridimensional do edifício
  • 4D — Análise dos tempos de realização da obra
  • 5D — Análise dos custos
  • 6D — Avaliação da sustentabilidade
  • 7D — Gerenciamento de ativos (Facility Management)
A imagem ilustra as 10 dimensoes do BIM

As 10 dimensões do BIM

BIM 8D, 9D e 10D

Além dessas 7 dimensões oficiais, hoje se fala de mais três “novas dimensões do BIM”:

  • 8D — Segurança na fase de projeto e construção da obra
  • 9D — Construção enxuta, ou Lean Construction
  • 10D — Construção industrializada

Neste artigo, focamos no BIM 9D, a dimensão vinculada ao método da construção enxuta. Se quiser aprofundar as demais dimensões do BIM, leia nossas matérias sobre o tema: