Home » BIM e facility management » Fluxo para gerenciamento de obras: 4 etapas eficazes

Fluxo para gerenciamento de obras: 4 etapas eficazes

Um fluxo para gerenciamento de obras é um processo que descreve as ações para concluir um projeto. Conheça 4 etapas eficazes!

Os fluxos de trabalho são essenciais para a conclusão bem-sucedida de qualquer projeto. Eles permitem que você organize pessoas, ferramentas, recursos e atividades para atingir efetivamente as metas de design.

Descubra neste artigo quais são as etapas para criar um fluxo para gerenciamento de obras verdadeiramente eficiente e comece imediatamente a usar uma solução para gerenciamento de construção para automatizar todos os seus fluxos de trabalho e torná-los ainda mais inteligentes e produtivos.

O que é um fluxo para gerenciamento de obras?

O fluxo para gerenciamento de obras indica a sequência de atividades que devem ser concluídas para atingir um determinado objetivo durante o processo de concepção e implementação de um trabalho.

São ações sequenciais cuidadosamente planejadas e coordenadas que ajudam profissionais e empresas do setor da construção a padronizar todos os processos e operar de forma mais eficiente e produtiva.

Cada projeto pode incluir muitos fluxos de trabalho específicos. Seu objetivo é descrever em detalhes quais atividades devem ser realizadas para completar corretamente as fases do processo de construção e identificar os assuntos e ferramentas necessárias para sua execução.

A imagem mostra um laptop e um celular e um pessoa realizando um fluxo para gerenciamento de obras

Fluxo para gerenciamento de obras

5 exemplos de fluxos para gerenciamento de obras

Entre os fluxos para gerenciamento de obras que permitem melhorar consideravelmente a gestão de um projeto encontramos, por exemplo:

  1. fluxo de trabalho BIM : é um fluxo de trabalho que envolve a aplicação da metodologia BIM aos processos de projeto de obras de construção e infraestrutura. Incentiva a colaboração entre as partes interessadas e apoia a criação de dados inteligentes que podem ser usados em todas as fases do ciclo de vida do projeto, desde o planejamento até a conclusão.
  2. Pré-construção: é a fase de planejamento preliminar que serve para delinear o escopo do projeto e definir o programa para a equipe de construção. A precisão com que esse fluxo de trabalho é executado depende do sucesso de todo o projeto. Com efeito, prevê a definição do orçamento, a identificação de riscos, a obtenção de alvarás e autorizações, o agendamento de obras, a contratação de recursos, e assim por diante.
  3. RFI: no campo da construção, os RFIs (Request for Information) são processos formais em que as partes envolvidas, como o projetista ou o contratado, esclarecem quaisquer lacunas de informação presentes nos documentos de construção (como planos, desenhos, especificações e acordos). As RFIs geralmente são emitidas na fase inicial do projeto. Se as inconsistências forem tratadas antes do início das obras, será possível evitar problemas, erros e atrasos durante a fase de construção.
  4. Ordens de mudança: as mudanças são bastante frequentes em um projeto de construção. Podem envolver a introdução de trabalho adicional ao acordado no contrato ou, pelo contrário, a remoção de parte do trabalho programado. Um fluxo de trabalho para gestão de pedidos de mudança ajudará as partes interessadas a lidar com mais eficiência com as mudanças de projeto e registrará perfeitamente todas as alterações feitas no contrato de construção original.
  5. Gerenciamento do site: os fluxos de trabalho do site são essenciais para otimizar e padronizar todas as operações que devem ser executadas repetidamente. Com a ajuda dos fluxogramas será possível organizar o trabalho de forma mais estruturada e tornar as diferentes atividades mais simples e compreensíveis para todos os trabalhadores.
A imagem mostra 5 essenciais fluxo para gerenciamento de obras

5 fluxos de trabalho essenciais para gerenciamento de obras

4 passos para implementar um fluxo para gerenciamento de obras eficaz

Ter bons fluxos de trabalho permite que você divida projetos complexos em etapas mais simples para permitir que as partes envolvidas concluam suas tarefas com sucesso.

Para construir um fluxo para gerenciamento de obras que seja verdadeiramente eficaz, é importante seguir algumas etapas fundamentais:

  1. identificar as atividades a serem realizadas: independentemente da complexidade do projeto, o primeiro passo é sempre delinear com precisão as atividades a serem realizadas. É necessário, então, organizar essas atividades de acordo com uma sequência lógico-temporal. É importante não deixar nada de fora, colocar todas as etapas em ordem e também incluir todas as ações que devem ser realizadas antes e depois de uma atividade principal, como, por exemplo, obter a aprovação das partes interessadas ou realizar todas as verificações finais necessárias.
  2. Encontrar as ferramentas necessárias: o segundo passo é identificar as ferramentas necessárias para concluir cada operação. É aconselhável concentrar-se em recursos que atualmente não estão disponíveis (como software, modelos, arquivos, etc.) e criar um plano de aquisição adequado.
  3. Atribuir funções e responsabilidades: esta é a etapa que envolve a atribuição de tarefas aos vários departamentos e/ou assuntos envolvidos. Para cada função, você pode definir as principais responsabilidades que se encaixam em sua posição específica. Cada membro da equipe deve estar ciente de seu papel e ser responsável apenas pelas atividades que se enquadram em suas funções. A atribuição adequada de tarefas e responsabilidades evita sobreposições contraproducentes e garante enormes vantagens em termos de eficiência e produtividade.
  4. Melhorar o fluxo de trabalho ao longo do tempo: um fluxo para gerenciamento de obras provavelmente não será perfeito na primeira vez que for implementado. No entanto, através do monitoramento de indicadores de desempenho adequados, será possível testar e refinar todas as atividades ao longo do tempo e fazer as alterações e melhorias necessárias.

Quais são as vantagens desse fluxo?

Os fluxos de trabalho podem ser aplicados a qualquer tarefa que precise ser executada em um projeto de construção e fornecem vários benefícios, como:

  • garantir que todas as operações sejam realizadas corretamente: os fluxos de trabalho fornecem aos sujeitos envolvidos no processo de construção diretrizes claras sobre como executar as diferentes atividades. Eles permitem que você planeje com antecedência as operações a serem realizadas. Tudo isso garante que o trabalho seja concluído de forma consistente e correta, e que atrasos e erros de todos os tipos sejam reduzidos ao mínimo.
  • Economizar tempo e dinheiro: um fluxo de trabalho que é realmente eficiente, permite acelerar todas as operações e economizar tempo valioso para se dedicar a outros aspectos importantes do projeto. Com o uso de sistemas de software para gerenciamento de construção também é possível programar as diferentes atividades, simplificar a atribuição de funções, acompanhar o progresso e resolver problemas que surgem durante o curso do projeto. Tudo isso se traduz em uma melhoria na eficiência e consequente redução de custos.
  • Permitir que os processos sejam padronizados: os fluxos de trabalho têm a capacidade de transformar uma mistura de atividades individuais (não relacionadas entre si) em um processo perfeitamente organizado e padronizado. Eles definem por quem, quando e como as operações individuais devem ser realizadas para concluir um trabalho. Isso evita atrasos dispendiosos e minimiza problemas e eventos inesperados.
  • Melhorar a eficiência e a produtividade: fluxos de trabalho padronizados minimizam a necessidade de reformular etapas para projetos futuros. Eles também garantem que todas as atividades sejam realizadas no prazo, melhorando muito a eficiência e a produtividade.
  • Reduzir erros e retrabalho: o planejamento adequado do trabalho permite identificar e resolver problemas potenciais com antecedência. Fluxos de trabalho bem organizados, portanto, reduzem os erros de projeto e a necessidade de variantes caras.

Se você deseja criar fluxo para gerenciamento de obras eficientes e inovadores e otimizar seus processos de construção, experimente um software para gestão de obras. Com este sistema você pode atribuir, iniciar, rastrear, gerenciar qualquer atividade que diga respeito aos seus projetos. Os problemas que geralmente surgem durante o curso do projeto não serão mais um problema! Você pode transformá-los em tarefas simples para resolver e monitorar o processo de resolução do início ao fim.

 

usbim-resolver
usbim-resolver